quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Obsessão pelo Poder, Sindrome de satanas !

Estamos assistindo ultimamente, tudo o que está ocorrendo na Libia. O tirano ditador Muammar Gaddafi, que há 42 anos está no poder através de uma ditadura, vendo o seu povo e a sua nação ser invadida e destruida por sua causa, vivendo um doloroso e nefasto derramamento de sangue...

Milhares de vidas esse malvado matou se utilizando das mais cruentas atrocidades. Bom, ele não é o único malvado em atividade, mas, o que me chama a atenção em seu comportamento, é o fato dele não querer deixar o poder, não quer abrir mão dos privilegios, das benesses da posição. Quer mais, mais e mais, como o próprio satanás quis, no inicio. É a famosa síndrome do Diabo.

Comenta-se que havia até o projeto dele sair, desde que deixasse o seu filho em seu lugar.

Quando estou lendo isto no jornal Folha de São Paulo, sou levado a trazer este tema para os nossos dias cristãos. Tem sido exatamente assim, com essa obsessão pelo poder, com essa gana e vontade de não larga-lo de jeito nenhum, que muitos pastores tem agido em nosso Brasil.

Segundo eles, Deus os colocou ali onde estão, entretanto, pelas suas atitudes, dali para a frente Deus se foi, seu raio de ação acabou, desapareceu, sumiu. A sucessao deles é coisa entre família, deles para os filhos.

Quem se opôr a isto sai da lista dos privilegiados, cai fora do rol dos queridinhos. Essa pouca vergonha e falta de temor a Deus, tem tomado conta de muitos lideres de nossa Assembléia de Deus, que em muitos aspectos, vive do que foi um dia, num passado bem distante.

Todos eles sabem que tem sido assim, sabem que agem assim, sabem que isto está fora da palavra e da vontade de Deus, mas agem exatamente assim, desavergonhadamente assim, num claro desrespeito ao verdadeiro dono da obra, ajustando estatutos aos seus caprichos, modificando tudo em seus benefícios, se apropriando daquilo que deveria ser do povo de Deus e de mais ninguem

Eu sei, queridos, que não vou mudar nada desse panorama, sei, mas não me calarei. Não faço coro com eles, não compactuo com eles, nem sou obrigado a achar que tudo isso está certo. Se está errado, alguem tem que falar, abrir a boca, dizer, denunciar.

O maior equivoco nosso nos ultimos tempos, dentre outros, claro, tem sido este. Vejam as sucessões de grandes campos como se processa sem clareza, pela via da força, por caminhos nada transparentes. Vergonhoso e triste o que estão fazendo... Perderam o temor a Deus de vez. É a institucionlaização da bagunça, do imoral, do sórdido; todos copiando todos...

Perderam o respeito, o foco, a visão, o olhar para a Cruz, o sentimento de amor pelas almas, trocando tudo isso pela ganancia do ter, ser, poder, fazer... Dinheiro, ou o amor a ele os enfeiticou, embriagou, enlouqueceu.

A nossa Assembleia de Deus precisa de muita oracão, muita. Falem isto, divulguem isto, mostrem isto a eles. Se lerem não terão o que comentar. Contra fatos não há argumentos. Eles, precisam, penso, conhecer a Deus de verdade, temer ao Senhor, pois, pelo visto, não estão fazendo nem uma coisa nem outra.

Desses assuntos "chatos" eles não falam, não comentam, não entram no mérito da questão. Simplesmente ignoram. Isto muda o humor deles, ficam furiosos, ferozes, se vêem seus tronos sendo ameaçados. Só Deus para ter misericordia deles e principalmente de nós. Amem.

PASTOR EDUARDO SILVA

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

"Comprem televisão, eu preciso que voces me assistam lá" !

Vejam como age o farisaismo nos nossos dias. Até um tempo desses, a minha denominação - Assembléia de Deus de linha conservadora, a igreja que sempre se julgou acima, melhor, superior do que todas as demais, condenava, excluia, disciplinava sumariamente quem comprasse um radinho de pilha, daqueles tipo ou marca "Sharp".

Televisão ? Nem pensar ! Eu era menino nesse tempo em Gravatá-Pernambuco.

Aliás, eu fui criado e doutrinado naqueles tempos, que os nossos irmãos Batistas, Presbiterianos, Congregacionais, Metodistas e outros, eram primos de Jesus. Nós "bleianos" é que éra-mos os filhos legítimos.

Que pretensão imbecil e anti bíblica. Os demais que não fosse a nossa igreja, eram todos filhos bastardos. Com base nisto, eu até pensava que no céu, iríamos ter um lugar especial, mais próximo do Senhor, uma espécie de camarote ou cadeira cativa...

Isto parece uma piada, mas era exatamente assim nos anos 70. Assim me passaram o evangelho deles na minha infancia, até que eu cresci na graça e no conhecumento, e pude entender a verdadeira verdade. As mentiras que me foram ensinadas, algumas por pura e total desinformação de alguns leigos que lideravam a igreja àquela época, sei, outras, nem tanto, foram por mim definitivamente sepultadas.

Eu ousei assistir ao jogo Brasil 4, Itália 1, numa TV preto e branco no centro da pequenina cidade interiorana, final da copa do mundo de 1970, uma seleção com Pelé, Tostão, Gerson, Rivelino e outros monstros sagrado do futebol brasileiro e mundial à éposa, imperdoável pecado capital que me valeu um duro pedido de perdão numa Santa Ceia com mais de 500 pessoas.

Eu um adolescente com os meus 15/16 anos de idade, fui submetido a esse desnecessário constrangimento público, um episódio que demorou sair da minha mente.

O pastor - parece que estou vendo-o falar, disse pausada e autoritariamente : "Irmãos, Eduardo desobedeceu a doutrina da igreja. Foi visto assistindo televisão na cidade. Me disseram até que escuta jogo de futebol pelo rádio... Já conversei com ele, e agora, ele vai ter que pedir perdão a igreja, para poder participar da santa ceia do Senhor".

Pois, bem. Os tempos passaram, e, 41 anos depois, essa mesma igreja adquire um canal de televisão em Pernambuco. O que era pecado federal há 41 anos atrás, agora deixou de ser, não é mais um pecadão assim tão escabroso, cabeludo, desastroso. É, digamos assim, um pecadinho apenas, um deslize, coisas do gênero...

Eu pergunto : O que fazer com as vidas que eles mandaram para o inferno por razões tão absurdas ? Não tem nenhum valor os que se perderam na caminhada por tão idiotas e irresponsáveis medidas ? Quem vai me responder essa pergunta que não quer calar ?

Pasmem. Hoje, essa mesma igreja, com líderes diferentes, sim, está apelando : "comprem televisão, pelo amor de Deus - ou do diabo, sei lá". Esqueçam os males desse veiculo de comunicação. Agora pode, sem problema nenhum.

A gente não vai mais disciplinar ninguém, desde que voces nos dêem audiência, nos vejam pregar, fortaleçam o nosso império, nos façam mais conhecidos, poderosos, famosos, grandes, importantes, imponentes.

"Comprem televisão pelo amor de Deus ou de satanás, mas, comprem, meus irmãos"...

Eu sei que muitos de voces que estão lendo isto aqui, adeptos beatos de cabeça, mãos e pés, corpo, alma e espírito amarrados na cegueira de uma convicção idólatra e inexplicável, fundamentada em homens, e não em Jesus, devem estar me odiando.

Sem problemas, Não tenho muito o que fazer com o seu rancoroso sentimento. Melhor seria se voce tivesse a coragem de dizer o que eu penso a essa gente enganadora, aproveitadora e medíocre, que pensa enganar a tudo e a todos toda hora, todo tempo, como se fosse dono absoluto da razão.

Pergunte-lhes assim : "E agora, pastor, bispo, apóstolo, semi-deus, televisão é pecado, ou nunca foi" ?.

A lacônica resposta dele será um covarde e duvidoso silêncio, que traduzido, quer dizer : deixa quieto, fala nisso, não !

Ele não terá o que dizer, seguramente. Verdade ou mentira ?

Pastor EDUARDO SILVA

(preduardosilva@hotmail.com)