segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Reflexão-06 - A Essência do "Evangelho da Graça !"

No mundo hodierno em que vivemos, há evangelhos, ou interpretações do evangelho para todos os gostos. Evangelho da lei, que prega Cristo mas mantém a lei como sua regra de sustentação e base doutrinária. Nesse bojo, escondem-se os religiosos e seus mais diversos e perigosos sistemas, denominações as mais variadas - novas e antigas, fluentes em ditar leis e regras por eles criadas, das quais fazem doutrinas cheias de proibições : Não pode isso, não pode aquilo... Interpretam a palavra à luz dos seus interesses, pelo ângulo das suas cegas visões e deduções. A Bíblia afirma, em 2 Pe 01.20 “Sabendo primeiramente isto : que nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação...

O evangelho da lei apresenta um Deus carrasco, cruel, impiedoso, diante de quem todos sempre e incondicionalmente serão punidos, se o desagradarem de alguma maneira. Este evangelho sobrecarrega aos homens um fardo pesado demais, impossível de ser levado, contrastando com a palavra do profeta Isaías, 53.04-06 Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido.

Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.

Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho; mas o SENHOR fez cair sobre ele a iniqüidade de nós todos.

Nosso pesado fardo de pecados, enfermidades e dores de toda ordem, Cristo levou sobre si, apagando definitivamente a culpa que era nossa. A sua graça nos alcansou sem reservas, portanto, a tese de que somos eternos devedores, que temos que pagar com sofrimentos, penitências, e outros métodos de auto-fragelo para conseguir a benção de Deus, não é bíblica, não enfoca o evangelho da graça, torna inútil o calvário, banaliza o sacrifício de Cristo, transferindo à nós o que Jesus já fez em nosso lugar um dia sem que merecêssemos. Alias, Graça quer dizer, favor imerecido. Fomos beneficiados quando não merecíamos a benevolência do Senhor. Aliás, não merecemos hoje, nem nunca.

O real Evangelho de Cristo fundamenta-se na graça, sem a qual ninguém poderá chegar a Deus.

Ef 02.08-09 Porque pela graça sois salvos por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus.

Não vem das obras, para que ninguém se glorie.

É incorreto, extremamente fora do contexto hermeneutico bíblico, afirmar que você deixou de ser abençoado, de receber determinadas bênçãos de Deus, de ser próspero, saudável, porque não ficou no lugar, saiu da posição, tornou-se então indigno. Ora, essa linha de interpretação afirma sutilmente que, “fazendo por merecer”, em contra-partida, você recebe a benção. Isto posto seria barganha, troca, permuta do homem para com Deus, o que a Bíblia desaprova categoricamente. A Bíblia está cheia de homens que fracassaram, tiveram os seus momentos de deslizes, mas nem porisso a graça do Senhor deixou de os alcansar. Se este princípio fosse correto, o ladrão que morreu ao lado Jesus, não teria sido salvo, pois, seu histórico até ali foi o pior possível, e, como se sabe, ele não teve tempo de ir à igreja, tornar-se membro, freqüentar os cultos, usar trajes que declarassem que ele havia se tornado um cristão, nada disso; foi alcansado automaticamente pela graça salvadora de Cristo, no momento em que se reconheceu necessitado, pecador-arrependido, à mercer do grande amor do Senhor. Claro que aqui não vai nenhum tipo de apologia ao pecado, mas, precisa-se falar da graça como ela é, sem banalizá-la, sem pré-julgamentos e condenações em desacordo com a palavra, tomando-se o lugar de Cristo, cuja honra e glória ele não dá a ninguém...

CONFUNDINDO COSTUMES COM DOUTRINA !

Denominações (sistemas religiosos), misturam costumes com doutrinas. Igrejas que se mantêem fiés a determinadas práticas que se tornaram comuns, no tocando a indumentárias, adereços, cabelos, etc. Muitos desses sistemas, chegaram ao extremo de excluir crentes por comprarem um rádio de pilha. Proibiram de freqüentar a igreja e até expulsaram muitos, por possuírem (contra a legalidade deles), um aparelho de televisão. Centenas e milhares de vidas passaram por esse constrangimento, muitos dos quais, se perderam ao longo do percurso pelas voltas da vida. O mundo e o diabo abraçou a muitos, infelizmente, conseqüência de um legalismo absurdo, uma espiritualidade nada espiritual. O rádio e a televisão se tornaram normais, deixaram de ser “pecados capitais”, mas os precursores da lei, seguiram com suas manias e invensões, punindo e matando quem eles não gostam. Aliás, tá cheio deles por ai, aplicando a lei aos desafetos e “a graça sem graça nenhuma, aos seus protegidos e queridinhos”. Hipócritas, enganadores disfarçados de cristãos !

DONOS DA IGREJA, FORA DA GRAÇA E LONGE DE DEUS !

Todos os dias se toma conhecimento de determinados líderes que chegaram ao poder (ascenderam a cargos elevados, posições ministeriais) na casa de Deus, por meios fraudulentos, ilegítimos, sujos, espúrios, utilizando-se de atalhos e manobras nada transparêntes, dando uma ajudinha a Deus, digamos assim... São pais que passam igrejas aos filhos, aos genros, aos seus, num verdadeiro acinte ao exercício sublime do episcopado, que deveria ser visto por eles como coisa séria e santa, sobretudo. Fazem de tudo para se agarrar ao poder, enriquecem ilicitamente em alguns casos, fazendo malversação do dinheiro santo. O juízo de Deus os espera !

Ec 12.14 Porque Deus há de trazer a juízo toda a obra, e até tudo o que está encoberto, quer seja bom, quer seja mau.

Hb 04.13 E não há criatura alguma encoberta diante dele; antes todas as coisas estão nuas e patentes aos olhos daquele com quem temos de tratar.

Tem até alguns que proclamam-se donos da igreja – “A minha igreja !”, iracundos, perseguidores de todos que possam representar algum tipo de ameaça. Têem por prática rodearem-se de gente quase sempre incompetente, que não tenha idéia própria e que aceite tudo na boa, pianinho, dizendo sim a todas as suas tramóias, em troca de benesses (vantagens) quaisquer. Esbravejam sem nenhum temor a Deus : “Aqui, não canta nem prega quem eu não quero. Eu não deixo, isso aqui é meu... Aqui quem manda sou eu”. Não exibem procuração nenhuma nem documento de compra, mas, se auto-fazem donos do que deveria pertencer ao Senhor.

São mundanos que fazem da casa do Senhor algo muito seu. Jesus disse que "as portas do inferno não prevaleceriam contra "a sua igreja", mas, os novos donos não confirmam isto. Do alto de sua intolerância, prepotência e arrogância, julgam-se acima do bem e do mal, mas, a essência do evangelho da graça está muito longe desses tais, que pregam um amor que não vivem, que cobram vida santa do rebanho, quando eles vivem de falsa aparência, representando, mentindo, mostrando-se no discurso, o que não são na prática.

Já dizia o sábio que o orgulho prescede a queda !

São lobos na teoria e na prática, e como se sabe, lobo não conhece a graça, não vive a graça, não compartilha a graça, porque é cruel, carnívoro, sanguinário, perverso. Lobo não tem coração nem sentimento nenhum pelas almas. Lobo odeia ovelha e a persegue com uma determinação mortal. Provavelmente não ama nem a si mesmo ... Que Deus livre "a sua igreja" desses tais...

Mt 07.15 Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores.

Jo 10.12 Mas o mercenário, e o que não é pastor, de quem não são as ovelhas, vê vir o lobo, e deixa as ovelhas, e foge; e o lobo as arrebata e dispersa as ovelhas

ALGUMAS CARACTERÍSTICAS DO EVANGELHO DA GRAÇA

01 - O Evangelho da Graça PERDÔA !

Sl 25.18 Olha para a minha aflição e para a minha dor, e perdoa todos os meus pecados.

Sl 103.03 Ele é o que perdoa todas as tuas iniqüidades, que sara todas as tuas enfermidades.

Is 55.07 Deixe o ímpio o seu caminho, e o homem maligno os seus pensamentos, e se converta ao SENHOR, que se compadecerá dele; torne para o nosso Deus, porque grandioso é em perdoar.

Ef 04,32 Antes sede uns para com os outros benignos, misericordiosos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo.

02 – O Evangelho da Graça RESTAURA, RESTITUE !

2 Sm 09.07 E disse-lhe Davi: Não temas, porque decerto usarei contigo de benevolência por amor de Jônatas, teu pai, e te restituirei todas as terras de Saul, teu pai, e tu sempre comerás pão à minha mesa.

Is 61.11 O espírito do Senhor DEUS está sobre mim; porque o SENHOR me ungiu, para pregar boas novas aos mansos; enviou-me a restaurar os contritos de coração, a proclamar liberdade aos cativos, e a abertura de prisão aos presos.

Jl 02.25 E restituir-vos-ei os anos que comeu o gafanhoto, a locusta, e o pulgão e a lagarta, o meu grande exército que enviei contra vós.

03 – O Evangelho da Graça PRODUZ PAZ !

Mc 09.50 Bom é o sal; mas, se o sal se tornar insípido, com que o temperareis? Tende sal em vós mesmos, e paz uns com os outros.

Jo 14.27 Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize.

Rm 12.18 Se for possível, quanto estiver em vós, tende paz com todos os homens.

2 Co 01.02 Graça a vós e paz da parte de Deus nosso Pai, e da do Senhor Jesus Cristo.

1 Pe 03.08-09 Porque Quem quer amar a vida, E ver os dias bons, Refreie a sua língua do mal, E os seus lábios não falem engano.

Aparte-se do mal, e faça o bem; Busque a paz, e siga-a.

OS APÓSTOLOS VIVENCIARAM A GRAÇA NA IGREJA PRIMITIVA !

At 04.33 E os apóstolos davam, com grande poder, testemunho da ressurreição do Senhor Jesus, e em todos eles havia abundante graça.

NÓS COMO IGREJA, SOMOS JUSTIFICADOS PELA GRAÇA !

Rm 03.24 Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus.

O PODER DO PECADO SE RENDE À MENSAGEM DA GRAÇA !

Rm 05.20-21 Veio, porém, a lei para que a ofensa abundasse; mas, onde o pecado abundou, superabundou a graça;

Para que, assim como o pecado reinou na morte, também a graça reinasse pela justiça para a vida eterna, por Jesus Cristo nosso Senhor.

A GRAÇA NOS ENRIQUECE EM CRISTO !

Ef 01.07 Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a remissão das ofensas, segundo as riquezas da sua graça.

Ef 02.07 Para mostrar nos séculos vindouros as abundantes riquezas da sua graça pela sua benignidade para conosco em Cristo Jesus.

A GRAÇA NOS LEVA À SALVAÇÃO EM CRISTO !

Tt 02.11 Porque a graça de Deus se há manifestado, trazendo salvação a todos os homens,

NA GRAÇA CRESCEMOS E CONHECEMOS MELHOR A JESUS !

2 Pe 03.18 Antes crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo. A ele seja dada a glória, assim agora, como no dia da eternidade. Amém.

_________________________________________________

Pr Eduardo Silva

Um comentário:

herbalbob disse...

Tema rico e polemico, bem descrito e comentado, gostei pois descreve a realidade de nosso tempo. Como meu cotidiano é voltado para a escória da sociedade . Sofro na carne a ação dos donos de igreja, pois cuidar de vidas nada, aplicar erroneamente e mitigar a graça tudo e por aí vai. Estou saturado pois no meu peito estoura o problema de drogados, mendingos,recem libertos das cadeias,mães desesperadas etc... mas uma estratégia para tratar o problema é comigo e sem verba pra trabalhar! foi assim na AD e está se repetindo na Batista.salários pra profissionais de púlpito e banana pra quem cuida das ovelhas machucadas.