quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Votar, Sim, fazer politicagem nos cultos, Não !


(Que Deus oriente o nosso povo a votar bem, livremente e com a menor margem de erro possivel).

Estamos vivendo os últimos tempos realmente. Nunca este sentimento foi tão evidente. Aproxima-se a eleição de 3 de outubro de 2010. Estamos vendo igrejas mergulhas em politicagem. Igrejas, entenda-se, "líderes", homens ditos "de Deus". Tais líderes obrigando seus liderados a parar o culto e falar dos seus candidatos, ameaçando quem se contrapõe aos seus caprichos, punindo quem ousa desobedece-los. Um verdadeiro terror espalhado onde deveria ter espaço apenas o santo, o consagrado ao Senhor.

Lembro-me dos tempos em que nada disso era permitido na igreja de Deus. Recordo-me ainda dos tempos das "proibições" ao uso do rádio, da televisão, etc. Continuam ainda com essas proibições no que tange a usos e costumes. Ainda "é pecado" as irmães usarem calças compridas, brincos, arrumar os cabelos e fazer uma maquiagem mais acentuada. Isto é pecado capital, agora, fazer coloio com politicos corruptos, se arrastar pelos palácios em festanças e receber politicos em seus gabinetes e jantares, pode, tudo isso é permitido a esses líderes que há muito perderam a direção de Deus - se é que um dia a tiveram.

Político nos pulpitos, fazendo uso do tempo dedicado ao culto ao Senhor, trocando elogios com eles é descente, correto, bíblico ? É isto o que esses "desviados" tem feito com a igreja do Senhor, barganhas, negociatas às escuras, vendendo o voto dos irmãos, comercializando em seu nome sem a sua autorização.

É uma mentira afirmar que precisamos eleger deputados para nos defender, nos representar, evitar a aprovação de leis e projetos. É uma inverdade. Ora, os evangélicos no congresso nacional não passam de 5%, uma bancada inexpressiva e que não vota alinhada. Cada deputado vota conforme o seu líder manda. Então, o que justifica eles estarem lá ? Certamente, os benefícios, as benesses que os seus mandatos proporcionam à quem os coloca lá, à sua turma, parentes, familiares e amigos próximos. A grande maioria, os pobres incaltos eleitores, massa de manobra, gente inocente fica a ver navios. Impor isto a voce é inaceitável, agora, voce aceitar isto como normal é incompreensível.

O eleitor brasileiro, despolitizado como sempre, sabe que é assim, tem consciência disso, mas, vota cegamente, se deixa dominar e de miséria em miséria, de deslize em deslize, de bancarrota a bancarrota vai seguindo velozmente para trás, beirando o desastre a cada minuto de sua vida, e ainda com cara de felicidade, jeitão de idiota.

Seria bom voce repensar isto, olhar para frente, exercer a sua cidadania como alguém livre, focar na direção do que Jesus faria em seu lugar. Jesus agiria assim, como os seus líderes estão agindo ? Se o seu lider está como Saul, que ele siga sozinho os caminhos da obscuridade sem o espírito de Deus em sua vida. Voce é livre, exerça essa liberdade, voce enxergua o que está errado, portanto, proceda diferentemente. Fomos chamados para fazer a diferença. Eles na prática, ensinam que fomos chamasos para sermos iguais ou piores que o mundo sem Deus. A mudança quem faz é voce. Acorde !

_______________________________________________

Pastor EDUARDO SILVA

Nenhum comentário: