sábado, 15 de outubro de 2011

Meu cachorro é "Pastor Alemão" !

Recebi recentemente, de uma pessoa que se disse afastada do evangelho, o seguinte e-mail :

"... pastor Eduardo, te acompanho há anos, gosto de seus hinos, admiro voce como compositor, mas, a razão de te escrever não é exatamente apenas para te elogiar, e sim comentar alguns fatos que envolvem a tua igreja no âmbito nacional.

Prosseguiu ele : ... me responda sinceramente o que voce acha dessa briga de liderança na AD, envolvendo um lider que não sai do poder, e um outro que tenta chegar.

Vivo no Rio de Janeiro e estou a bem da verdade, afastado da igreja. Minha familia continua, mas eu nem penso em voltar com essa gente ai dando um exemplo desses.

Ora, se os grandes agem assim, por que eu teria que obedecê-los, já que são verdadeiros sepulcros caiados ?

Concluindo ele afirmou (o texto que ele me escreveu está aqui resumido e podado) ... Eu vi na televisão o presidente nacional da tua igreja no centenário de Belém, dando um abraço de tamanduá no seu desafeto confesso. A última foi o recebimento de volta a convenção estadual dele em São Paulo e a CGADB, do Marcos Feliciano

Não vivo o dia a dia da Assembléia de Deus como a minha familia, mas acompanho tudo distante. Não estou entendendo mais nada de voces. Tua denominação é uma igreja, um partido politico, um sindicato, um antro de negociações escusas, ou tudo isso junto num mesmo saco ? O que é isso ai, mesmo ?

Rapaz, meu cachorro é pastor (alemão), e acho que entre essa corja e ele, eu prerifo o meu cachorro.

Me responda alguma coisa, pastor, se voce puder"...  

Obs : Alguns textos do e-mail foram suprimidos por conter expressões ofensivas, apesar de verdadeiras.
______________________________________________

Meu cachorro é "Pastor Alemão" !

Queridos, antes de tecer aqui a minha opinião, andei dando uma olhada no blog do meu amigo, Pr Carlos Roberto Silva de Cubatão-Sp, por sinal um excelente blog : http://pointrhema.blogspot.com/. Dois links me chamaram a atenção : 1) A volta do Pr Marcos Feliciano a CGADB e o recebimento da Convenção do Pr Samuel Câmara, CIMADB, pela CGADB, recentemente, depois de ter sido rejeitada em Cuiabá.

O teor de minha resposta ao e-mail acima, prefiro não publicar aqui...

Realmente, estamos pelo visto, muito longe do que fomos um dia, em tempos passados que não voltam mais. Não digo distante da vontade de Deus, porque não tenho certeza absoluta de que Deus está nisso.

Nunca a nossa denominação esteve tão confusa, tão comprometida, tão envolvida com interesses menores. Não faz nenhum sentido participar de nenhuma dessas assembléias que em nada nos edificam. Aliás, depois que voltei da missão, não participei de nenhuma delas. Ao que parece, não perdi muito...

Estive em Belém do Pará, no evento do Centenário, e vi a cena dos opostos se abraçando. Foi patético, sim, histórico (folclórico) na teoria. Melhor se representasse a verdade, pois, como se sabe, o pai da mentira é o diabo. Qualquer leigo sabe que aquilo não foi real...

Quanto ao critério da Convenção do Belenzinho e da CGADB em receber o tal deputado de volta, são coisas deles. Nem cabe a mim entrar no mérito da questão, mas, que é estranho, é... Ou as informações que correm o mundo não chegam à eles.

Provavelmente, se fosse uma pessoa de menor expressão, o procedimento não seria o mesmo. O critério é de dificil entendimento, coisas da triste e lamentável politicagem que tem norteado a nossa denominação ultimamente, nada diferente dos conchavos e alianças tão próprios da suja politicagem contemporânea.

O resultado disso são pessoas machucadas, afastadas da igreja, desacreditadas em tudo e todos, vidas indo para o inferno. Estamos no fim do poço, pra não dizer, da lama, na contra mão da história, mesmo que uns insistam em dizer que tudo está sendo um mar de rosas, que a obra vai bem, e Deus está satisfeitíssimo com tudo o que eles estão fazendo.

Jogaram o nome de nossa denominação no lixo, misturaram tudo e essa impureza tem sido servida em nossa mesa, como se fosse nutrição saudável.

Que legado estamos deixando para as futuras gerações de obreiros ? Podemos dizer aos mais jovens que procedam assim, na condução da obra de Deus, quando nos substituirem ? Será que, com esse testemunho horrivel, deprimente, ganharemos mais almas para o Reino de Deus ? E o mundo, que impressão está tendo de nós ?

Não tive como contestar o e-mail e ainda por cima, fui obrigado a concordar com a tese de que o cachorro do meu amigo é mais pastor do que muita gente.

Que triste constatação. Socorra-nos, Deus, logo !!!

Pastor Eduardo Silva

Um comentário:

Anônimo disse...

Para mim, o que não faz sentido é se afastar do Senhor, e dos seus caminhos... e esse blá, blá, blá de que é porcausa de pastor, essa historia é cansativa e não cola mais, quer sair, viver o mundo vai, porém não culpe ninguém, apenas a sua covardia sem tamanho... as pessoas só falam de pastores conhecidos, aqueles que em meio a politicagem como dizem falam em pról dos direitos que os cristãos tem de louvar o nome do seu SENHOR... tomem vergonha na cara e apendam a ser irmão em CRISTO, pois vocês serão obrigados a olhar todos os dias na cara desses lá na glória, aprendam a conviver com s diferenças principalmente de cada chamada, e parem de falar mal uns dos outros e passem a se ajudarem, e esse camarada volte pra igreja e deixe de ser hipocrita, ou ele pensa que é a mais certas das criaturas! ora vem SENHOR JESUS...