sábado, 23 de novembro de 2013

A Dura Realidade da Vida !


Deus criou o burro e disse : Obedecerás ao homem, carregarás fardos pesados nas costas, rincharás de vez em quando, darás coices, e viverás 30 anos. Serás Burro.

O burro virou-se para Deus e disse : Senhor, ser burro, obedecer ao homem, carregar fardos pesados nas costas, rinchar, dar coices e viver 30 anos, é muito, Senhor. Bastam-me apenas 10.


Deus criou o cachorro e disse : Comerás os ossos que te jogarem ao chão, tomarás conta da casa do homem, latirás de forma barulhenta, morderás quem te aborrecer, e viverás  30 anos. Serás Cachorro.

O cachorro virou-se para Deus e disse : Senhor, ser cachorro, comer os ossos que me jogarem ao chão, tomar conta da casa do homem, latir, morder e viver 30 anos, é muito, Senhor. Bastam-me apenas 20.


Deus criou o macaco e disse : Pularás de galho em galho, andarás parecido com o andar do homem, te alimentarás de bananas, farás macaquices, e viverás 30 anos.

O macaco virou-se para Deus e disse : Senhor, pular de galho em galho, andar parecido com o andar do homem, se alimentar de bananas, fazer macaquices e viver 30 anos, é muito, Senhor. Bastam-me apenas 20.


E Deus criou o homem e disse : Serás o rei dos animais, dominarás o mundo, serás inteligente, terás uma mulher ao teu lado como companheira, constituirás família, e viverás 30 anos.

O homem meio sem entender direito, virou-se para Deus e disse : Senhor, ser rei dos animais, dominar o mundo, ser inteligente, ter uma mulher ao lado, constituir família e viver 30 anos apenas, é muito pouco.

20 anos que o burro não quis, 10 anos que o cachorro recusou e 10 anos que o macaco não está querendo, dá á mim, Senhor, para que eu viva pelo menos 70 anos.

E Deus atendeu ao homem. Conclusão :
Até os 30 anos de idade o homem vive a vida que Deus lhe deu - É homem.
 Dos 30 aos 50 anos, o homem vive a vida carregando os fardos pesados nas costas para sustentar a família - É burro.
 Dos 50 aos 70 anos, mais cansado ainda, ele passa a viver aqui e ali, na casa de um filho, uma nora, um genro, se divertindo com as crianças, fazendo a molecada rir - É macaco.

Nota : Esta é a grande realidade da vida. De nada adianta o dinheiro, o orgulho e a vaidade, se todos nós inevitavelmente haveremos de passar ou já estamos passando por essas fases, exceto os que já se foram.

Transcrito do jornal DIÁRIO DE PERNAMBUCO, edição de 19 de novembro de 1978 (Com pequenos ajustes feitos por mim).
_________________________________________

Pr EDUARDO SILVA

Nenhum comentário: