domingo, 15 de dezembro de 2013

As três difíceis etapas da Fama !



Fama é algo que muitos perseguem, e por ela matam e morrem, perdem o sono, pagam qualquer valor por conquistá-la.

Mas, até onde esse tão complicado desejo, poderá ser benção ou maldição em nossas vidas ?  Uns dizem que a fama corrói o lindo e natural que as pessoas tem

Já outros entendem que ela não muda nada em ninguém, quando se tem uma personalidade firme, sólida e definida, ancorada em bons princípios e formação diferenciada.

A fama passa por três etapas distintas :

1.1            O sujeito é um anônimo, desconhecido de tudo e todos naquilo que faz. Ai luta, corre, estuda, se recicla, vai degraus a degrau. Depois de muito tempo – alguns muitos anos, rompe a primeira e quase intransponível barreira, e se torna  conhecido no que faz : Mecânico, médico, pedreiro, pastor, engenheiro, compositor, empresário, cantor, artista, etc. Agora ele deixou de ser um ilustre desconhecido, para ser alguém que o seu meio já vê com um certo ar de destaque. “SE TORNOU CONHECIDO” !



1.2            Como uma pessoa conhecida, consequêntemente ele passa a ser alvo de mais respeito, os olhares à sua volta já não são de tantos descréditos e menosprezo como antes. Agora ele impõe respeito, é percebido onde vai, reverenciado onde chega, afinal, ele deixou de ser mais um, e agora é alguém que se sobressaiu, se destacou na multidão, começou a fazer história, e ai, está a caminho da última e talvez mais difícil etapa. “CONSEGUIU FAZER SUCESSO” !



1.3  Depois de sair do ostracismo e vê o seu nome escrito na galeria dos notáveis, o caminho que o espera não é nada fácil. Para uns essa nova e definitiva etapa tem se constituído na mais complicada de todas. Se tornar conhecido e fazer sucesso até que não é lá tão impossível, com talento, persistência e sobretudo, claro, a benção de Deus, agora, permanecer nele, ai sim, é a fase mais intrigante pela qual passam todos os que conseguiram sobreviver às etapas anteriores. Nesse estágio a cobrança é ainda maior, via de regra o orgulho e a soberba já tomaram o espaço que tão bem preservado era, na primeira fase, se deteriorou na segunda, e agora tende a ruir de vez. “PERMANECER FAZENDO SUCESSO”!

Todos nós lembramos da história do rei Uzias que teve uma ascenção meteórica, até se ensoberbecer o seu coração (se orgulhar, se achar o dono de tudo), e assim, ser jogado ao chão...

Não é proibido ser famoso, notável, mas, é preciso que tributemos a Deus tudo que advém dele, ou nem vale a pena nada disso, se para a eternidade não terá valor nenhum. Reflita !

Pr EDUARDO SILVA


2 comentários:

António Jesus Batalha disse...

Ao navegar pela net encontrei o seu blog, não li muito,mas gostei do que vi e li,espero voltar mais algumas vezes,deu para ver a sua dedicação e sempre aprendemos ao ler blogs como o seu.
Se me der a honra de visitar e ler algumas coisas no Peregrino e servo ficarei radiante, e se desejar deixe um comentário.
Abraço fraterno.António.
http://peregrinoeservoantoniobatalha.blogspot.pt/

Pastor Eduardo Silva disse...

Amigo, fiquei feliz por saber que visitou nosso blog. Pedi para ser adicionado ao seu também. Sucesso. Não consegui me associador ao clube de blogueiros cristãos. Vou tentar mais depois. Abração na paz do Senhor.