quinta-feira, 14 de abril de 2011

A dura Realidade da Vida !


Deus criou o burro e disse : Obedecerás ao homem, carregarás fardos pesados nas costas e viverrás 30 anos. Serás burro.

O burro virou-se para Deus, e respondeu : Senhor !, ser burro, obedecer ao homem, carregar fardos pesados nas costas e viver 30 anos ?, é muito, Senhor. Bastam-me apenas 10 anos de vida.

Deus criou o cachorro e disse : Comerás os ossos que te jogarem ao chão, tomarás conta da casa do homem e viverrás 30 anos. Serás cachorro.

O cachorro virou-se para Deus, e respondeu : Senhor !, ser cachorro, comer os ossos que me jogarem ao chão, tomar conta da casa do homem e viver 30 anos ?, é muito, Senhor. Bastam-me apenas 20 anos de vida.

Deus criou o macaco e disse : Pularás de galho em galho, farás macaquices e viverás 30 anos. Serás macaco.

O macaco virou-se para Deus, e respondeu : Senhor !, ser macaco, pular de galho em galho, fazer macaquices e viver 30 anos ?, é muito, Senhor. Bastam-me apenas 20 anos de vida.

E Deus criou o homem e disse : Serás o rei dos animais, dominarás o mundo, serás inteligente e viverás 30 anos. Serás homem.

O homem virou-se para Deus, e respondeu : Senhor !, ser homem, rei dos animais, dominar o mundo, ser inteligente e viver 30 anos ?, é muito pouco, Senhor. 20 anos que o burro não quis, 10 anos que o cachorro recusou e 10 anos que o macaco não está querendo, dá à mim, Senhor !, para que eu viva pelo menos 70 anos.

E Deus prontamente atendeu ao homem.

Até aos 30 anos o homem vive a vida que Deus lhe deu. É homem.

Dos 30 aos 50 anos, o homem vive a vida carregando os fardos pesados nas costas para sustentar a familia. É burro.

Dos 50 aos 60 anos, já dando claros sinais de cansaço, ele passa a tomar conta da casa, É cachorro.

Dos 60 aos 70 anos, mais cansado ainda, ele passa a viver aqui e ali, na casa de um filho e de outro, jogando conversa fora, gastando o tempo, fazendo gracinha para as crianças. É macaco.

Nota : Esta é a dura realidade da vida. De nada adianta o dinheiro, a vaidade, a ganância, a soberba idiota e o orgulho bestial, se todos nós indistintamente, ricos e pobres, grandes e pequenos, nobres e plebeus, cultos e indoutos, brancos e negros, haveremos de passar inevitavelmente por todas essas fases da vida.

(Transcrito do Jornal Diário de Pernambuco, edição de 19.11.1978), criação de Sra., Calil, Rio de Janeiro.
_________________________________

Pastor EDUARDO SILVA

Um comentário:

Anônimo disse...

Perfeito!!!