sábado, 14 de agosto de 2010

Querido cunhado Filipinho, descanse em paz nos braços de Deus !


(Syrlane, um amor impressionante pelo cunhado que partiu). Leia seu texto abaixo.


Filipinho cantando, adorando a Deus em casa, mesmo sem tantas condições físicas. Foto recente-2010).


Filipinho em Família, na formatura de Débora no CFNI (Dallas-Texas - USA), em 2008.


Filipinho no Bodódromo, em seus 19 anos (19.12.2009)

Ebenezer Filipe (in memorian)- em 08.08.2010.

Nao sei o que dizer hoje. Esse eh, sem duvida, o post mais dificil de todo meu blog. Meu anjo se foi. Meu bebe se foi. Como vai ser? Como fazer sem o sorriso mais lindo desse mundo? As bochechinhas mais fofas? Sem os "tetetes" e as coisas sem sentido nenhum? Sem o "Syrlaninha, pega na minha mao"? Quem vai pedir para eu repetir as musicas over, and over, and over? Quem vai falar a palavras "inapropriadas" de uma forma que eu sempre caia na gargalhada? Quem vai me pedir para andar de caminhao ou de caminhao de lixo? Quem vai pedir para tocar a musica dizendo um pedaco de uma frase solta do poema?

Ontem ele partiu feliz, baseado no que meus sogros falaram. Ele estava tao cansadinho e doente... Hoje ele foi sepultado. Que coisa irreal, eu o vi a quase dois anos atras, e por mais que eu soubesse que essa doenca um dia ia o levar, eu nao estava esperando. Para mim, Filipinho iria estar sempre ali, sempre feliz balancando a cabeca e pedindo para as meninas segurar sua mao, chamando-as de "namoladas".

A minha dor nao se compara a dor dos pais e dos irmaos. Me doi ver meu marido e minha cunhada sofrerem sem poder dar o adeus. Tem coisa pior do que nao se despedir? Acho que nao.

Fico feliz que aproveitei tudo o que eu pude aproveitar com ele, que fiquei no hospital na cirurgia da coluna, que eu segurei a mao dele em todos os momentos, que fiquei com ele enquanto irma Ziran precisou sair, que eu ia na casa dele soh para ve-lo (as vezes Eduardo nao estava lah), que eu assisti filmes repetidos ateh enjoar, que eu apertei rew e play para escutar a mesma musica nao sei quantas vezes... Eu aprendi tanto com ele sobre a alegria, sobre ser agradecido apesar de tudo... Como eu poderia esquecer essas licoes?

Eu nao vou ve-lo mais em carne e osso, isso eh um fato. Mas ele ta aqui dentro, no peito, aonde eu guardo as pessoas mais importantes da minha vida. Eh um lugar especial que as pessoas nunca envelhecem ou morrem. Elas sao vivas e felizes. Aqui dentro, no peito. Filipe esta aqui.

Eu vou carrega-lo para o resto da minha vida, como meu trunfo para as horas de infelicidade e angustia. Ele sera aquela memoria gostosa e feliz quando ao redor eu soh ver dores. Apesar de ter o corpo abatido pela doenca, Filipe sempre foi feliz, sempre foi alegre.

Para mim, Filipe significa que Deus eh amor e que Deus eh bom.

Eu te amo, Filipe.


Forca, meus pais!

Um abracao,

Syrlane

Um comentário:

music maker disse...

Oh, Pai Sogro, obrigada por postar o que eu escrevi. Sinto muita falta de Filipe e tudo o que eu falei foi verdade pura!!

Amo voces!